Lentes de Contato

As lentes de contato são um avanço na oftalmologia, mas precisam de cuidados. Em função disso, os institutos do Visão criaram um departamento especializado

As lentes de contato podem ser corretivas (para correção erros de refração); cosméticas (para colorir o olho) ou terapêuticas (tratar distúrbios não-refrativos). As lentes geralmente são utilizadas sobre a córnea do olho. Elas são mais leves e virtualmente invisíveis.O que muitas pessoas desconhecem é que as lentes precisam de cuidados especiais. Lentes não utilizadas adequadamente e sem higiene podem causar  infecções e doenças nos olhos dos usuários como úlcera de córnea, conjutivite, ceratite e processos alérgicos, que podem  levar a cegueira.Em hipótese alguma, as lentes de contato devem ser compradas em óticas. Os pacientes têm necessidades e formatos oculares diferentes. Por isso, as prescrições e adaptações das lentes devem ser feitas por médicos oftalmologistas. É frequente a procura de pacientes, em consultórios médicos para tratamento de úlceras corneanas, provocadas por lentes mal adaptadas.

TIPOS DE LENTES DE CONTATO

O Visão Institutos Oftalmológicos INBOL/ISOB conta com oftalmologistas especialistas e salas para a realização de exames e adaptações de lentes de contato. Atualmente, os institutos do grupo oferecem aproximadamente 40 tipos diferentes de lentes entre rígidas e gelatinosas.

A) Gelatinosas – para pacientes míopes ou hipermétropes. Para astigmatismo associado de baixo grau.

Esféricas, tóricas, multifocais, coloridas, terapêuticas e lentes epeciais para ceratocone.

B) Rígidas –  para sensibilidade às gelatinosas e todo tipo de astigmatismo. Além de miopia, hipermetropia e presbiopia.

Silicone, fluorcabonadas e rígidas gás-permeáveis.


Saiba mais sobre saúde ocular com lentes de contato!

Contato Imprensa Mapa do Site Acessibilidade
João Luiz Pacini Costa - Oftalmologista - Diretor Técnico Médico - CRM 3862-DF
Plone® powered | design Tânia Andrea