Blog

Como enxergam os daltônicos

por admin última modificação 03/06/2016 22h15

Daltonismo: Deficiência de cores

 

Os daltônicos enxergam com a percepção alterada de algumas cores. Principalmente do verde, vermelho e azul e das cores derivadas deles. Isso porque o daltonismo, afeta células localizadas na retina, que são as responsáveis por percebermos cada uma dessas cores. O daltonismo é uma anomalia recessiva do cromossomo X.

O sexo masculino é determinado pelos cromossomos X e Y e o feminino por dois cromossomos X, que são herdados dos pais. A mãe sempre fornecerá um cromossomo X e o pai poderá fornecer o X ou Y ao bebê.

Por ser uma doença recessiva, o daltonismo só irá se manifestar em pessoas que tiverem uma alteração em todos os cromossomos X presentes no corpo. Ou seja: a mulher precisa herdar o cromossomo alterado tanto do pai quanto da mãe, enquanto que o homem só precisa herdar o X alterado da mãe, uma vez que estará recebendo o cromossomo Y do pai.

Não existe tratamento ou cura, porém é possível encontrar lentes e óculos que ajudam a minimizar o problema.

Fonte: Revista Abril


Os primeiros óculos de grau

por admin última modificação 03/06/2016 08h17

As primeiras lentes corretivas para a visão surgiram no século I d.C. Essas lentes eram feitas com pedras semipreciosas. Agora, os óculos mais parecidos com os que conhecemos hoje, só surgiram em 1270, na Alemanha. Os óculos, com aros de ferro e unidos por rebites, ainda não possuíam hastes fixas.

No século XVII, foram inventados os óculos com suportes nas orelhas. Robert Grosseteste e Roger Bacon criaram os primeiros óculos modernos, mas foi Benjamin Franklin, em 1785, que inventou os primeiros óculos bifocais para enxergar de longe e de perto.

A produção de óculos modernos começou em 1850. Em 1864 Donders, um oftalmologista holandês, estabeleceu o tratamento dos defeitos da visão com óculos de grau.

O uso das lentes para correção da visão foi possível graças às leis da refração de Snellius, formuladas entre 1600 e 1620.

No Brasil, os óculos surgiram no século XVI, trazidos pelos portugueses.

Fonte: http://www.sitedecuriosidades.com/curiosidade/quem-inventou-os-oculos.html


Por que fechamos os olhos ao espirrar

por admin última modificação 03/06/2016 08h19

Por puro reflexo. O espirro é uma reação tão violenta que leva quase todos os músculos da face a se contraírem. É por isso que, mesmo que a gente não queira, as pálpebras se fecham na hora do atchim.

Para o organismo, espirrar é bom, porque o sopro elimina impurezas e limpa as partículas de poeira que aderem ao nariz, melhorando a filtragem do ar. Geralmente, soltamos os nossos atchins toda vez que uma substância prejudicial ao organismo, como pó, ácaros, vírus ou bactérias, entram em contato com as terminações nervosas do nariz.

O cérebro, depois de receber esse estímulo, faz com que os pulmões e os músculos responsáveis pela respiração formem um minifuracão para expulsar as partículas agressoras. Alguns espirros, porém, não são mecanismos de defesa. Já reparou como muita gente tem acessos quando olha para uma luz intensa? Os cientistas suspeitam que esse tipo de espirro seja uma resposta do sistema nervoso parassimpático (que comanda os atos involuntários do organismo, como as batidas do coração) a uma luminosidade excessiva.

Fonte: web


Cérebro mágico

por admin última modificação 03/06/2016 08h26

 
Se você começasse a usar um óculos que lhe fizesse ver tudo de cabeça para baixo, em algum tempo seu cérebro se adaptaria e faria você enxergar da maneira certa. Isso ocorre porque ele já faz isso de verdade, pois a luz que captamos nos olhos é recebida de ponta cabeça, mas o cérebro faz o trabalho de virar a imagem.
 
O corpo humano é realmente completo, não é mesmo?
 

Fonte: web

Cílios postiços e seus cuidados

por admin última modificação 03/06/2016 08h29

Uma pesquisa do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos, descobriu que cílios postiços, quando são longos demais, contribuem para levar poeira aos olhos, causando ressecamento e irritação.

O Comprimento ideal é o equivalente a um terço do olho, medido na horizontal. Caso contrário, deixam de realçar e passam a prejudicar o look.

Que tal saber algumas dicas básicas para utilizar maquiagem e não prejudicar sua visão? Confira:

  • Mantenha os olhos sempre higienizados. Retire sempre as sobras de maquiagem ou resíduos no final do dia;

  • Não deixe acumular restos de maquiagem de um dia para outro, isso pode causar blefarite e terçol (hordéolo).

  • Atenção especial para o uso de rímel a prova d’água ,pois geram resíduos interciliares e portanto precisam ser completamente removidos.

Fonte:  Revista Womens Health



Contato Imprensa Mapa do Site Acessibilidade
João Luiz Pacini Costa - Oftalmologista - Diretor Técnico Médico - CRM 3862-DF
Plone® powered | design Tânia Andrea