Olho biônico

Atualmente vivemos um período de evolução tecnológica acelerada, na qual sonhos que outrora pareciam distantes, se tornam realidade. A última grande novidade para o tratamento de pacientes com retinose pigmentar, com acuidade visual de percepção luminosa, ou pior em ambos os olhos é a possibilidade da implantação de um chip na retina.

Uma câmera posicionada estrategicamente em um óculos especial capta a imagem do ambiente, envia estas informações a um computador portátil, que as processa e as envia via wireless para os eletrodos do chip implantado na retina, o qual estimula os fotorreceptores remanescentes que enviam os impulsos elétricos para o córtex poder interpretar esta imagem.

A imagem gerada para o paciente ainda é rudimentar, mas em ambientes onde há contrastes extremos, como o preto e o branco é possível distinguir estas diferenças. Na verdade, o primeiro passo já esta dado, e esperamos que nos próximos anos esta tecnologia evolua e proporcione a restauração da visão em indivíduos cegos.

 

Texto: Dr. Rafael Yamamoto - Visão Institutos Oftalmológicos

Contato Imprensa Mapa do Site Acessibilidade
João Luiz Pacini Costa - Oftalmologista - Diretor Técnico Médico - CRM 3862-DF
Plone® powered | design Tânia Andrea